Covid-19: Estado encaminha equipamentos para cinco leitos de UTI na UPA/Dourados

O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES) encaminhou, na tarde de sábado (22), equipamentos para a instalação de cinco leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Dourados.

Os novos aparelhos vão substituir os antigos, possibilitando a internação de pacientes de Covid-19 que necessitem de estabilização, aguardando o surgimento de uma vaga hospitalar em leitos de UTI-Covid. Os equipamentos anteriormente instalados eram para transporte e não permitiam a permanência de pacientes por muito tempo na unidade.

Além dos respiradores, Governo do Estado entregou aspiradores para a unidade hospitalar de Dourados

Para a montagem dos leitos de UTI na UPA/Dourados, o Governo do Estado entregou, para a Prefeitura, cinco respiradores e cinco aspiradores. Também enviou EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), sendo oito mil máscaras N95 e quatro mil máscaras cirúrgicas.

“Essa ação se soma a outras que fizemos recentemente, como a entrega, na segunda-feira passada, dia 17, de equipamentos para a instalação de 10 novos leitos de UTI e 20 leitos clínicos no futuro Hospital da Mulher e da Criança, anexo ao Hospital Universitário de Dourados, inclusive garantindo o custeio desses leitos até que sejam habilitados pelo Ministério da Saúde”, explica o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.

Ainda no mês de abril, a SES entregou ao Município, 10 camas elétricas, 10 respiradores, 10 monitores e 20 bombas de infusão para a montagem de leitos de UTI-Covid no Hospital da Vida.

“Estamos trabalhando em parceria para que possamos superar, Estado e Municípios, o momento difícil pelo qual estamos passando, principalmente pelo aumento da demanda de leitos clínicos e de UTI no combate à Covid-19, apelando para que a sociedade também faça a sua parte”, salienta Geraldo Resende.

Segundo o prefeito Alan Guedes, o município tem buscado a parceria com o governo estadual para melhorar o enfrentamento da Covid em Dourados. “Não tem sido fácil, mas com esse apoio, conseguindo trazer novos equipamentos e materiais modernos para compor novos leitos, pensando sempre no melhor para a população”, destaca.

Geraldo Resende salienta ser necessário entender, ainda, que existe um limite na capacidade de montagem de novos leitos de UTI, pois em todo o país há uma grande escassez em profissionais de saúde (médicos intensivistas, por exemplo), necessários na supervisão dos equipamentos.

“Enquanto muitos agonizam num leito de UTI, outros estão participando de festas clandestinas, aglomerações desnecessárias, às vezes sem o uso de máscaras e de álcool 70 por cento. Essas pessoas, que não têm um mínimo de empatia e amor ao próximo, em muitos casos são as mesmas que bradam em cobranças ao poder público, porém são as que propagam o vírus mortal para toda a sociedade. Nós estamos fazendo a nossa parte”, finaliza o secretário Geraldo Resende.

Texto e fotos: Ricardo Minella/SES

fonte: Portal Governo MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp