Aos 18 anos e longe da aldeia, indígena faz ensaio para prestigiar a própria cultura em MS: ‘Minhas raízes’

Longe da aldeia Água Azul, em Dois Irmãos do Buriti, região central do estado, local onde nasceu, cresceu e foi alfabetizada pelos próprios pais, a estudante Beatriz Kalinati Costa Sol diz que “nunca se esquece” de onde veio. Ao completar maioridade e morando em Campo Grande há 4 anos, ela contratou um fotógrafo e fez um ensaio para prestigiar a cultura indígena.

“Eu sou descendente terena, de uma reserva denominada terra indígena Buriti. Saí de lá aos 14 anos após passar no IFMS [Instituto Federal de Mato Grosso do Sul]. Era uma oportunidade única no momento, de sair em busca de mais conhecimento para poder um dia retornar a minha aldeia e ajudar a todos com o meu conhecimento adquirido fora”, afirmou ao G1 Beatriz.

Estudante de MS fez ensaio para prestigiar a cultura indígena — Foto: Luan Saraiva/Arquivo Pessoal

Em novembro, quando fez aniversário, Beatriz começou a fazer orçamentos porque tinha o sonho de “eternizar o momento” em que completou 18 anos e, ao mesmo tempo, prestigiar a cultura indígena.

“Estou passando por uma transição e nunca deixo de pensar do lugar onde vim, das minhas raízes. Digamos que quero deixar uma marca registrada, mas, sem jamais esquecer de onde vim, de quem eu sou, então, este ensaio foi muito importante pra mim, na questão do orgulho indígena que eu tenho”, finalizou.

O fotógrafo Luan Saraiva, de 27 anos, diz que fotografar a estudante foi a realização de um sonho. “Ela mandou mensagem pedindo um orçamento e, durante a conversa, perguntei o motivo dela fazer o ensaio. De início, não sabia que ela terena, só fiquei sabendo depois que ela perguntou se podia levar o cocar no ensaio. E era o meu sonho fazer um ensaio deste”, disse.

Conforme Saraiva, mesmo não tendo tanto conhecimento da cultura, ele conseguiu ter sensibilidade em mostrar a beleza da jovem aliada a vestimenta indígena. “Eu conversei bastante com a mãe dela e combinamos uma viagem, na qual eu vou passar o dia inteiro com a tribo onde os pais dela dão aula. É um projeto que está nascendo e estou muito feliz, quero muito fotografar essa realidade”, finalizou.

Fonte: G1 MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp