Argentina bate o Brasil no Maracanã e vence a Copa América

A Seleção Brasileira não conseguiu o bi. Neste sábado, a Argentina derrotou o Brasil por 1 a 0, no Maracanã, e conquistou a Copa América. Com gol marcado por Di María, os argentinos controlaram as ações da partida e seguraram o time comandado por Tite.

O Brasil foi muito bem marcado na primeira etapa e não conseguiu criar, fazendo com que Martínez atuasse tranquilo. A Argentina foi eficiente e marcou o seu gol com Di María, aproveitando falha de Renan Lodi, que não conseguiu cortar a bola. Assim, a Seleção foi para o vestiário sem ter levado perigo no ataque.

A Seleção Brasileira voltou melhor do intervalo, marcando um gol anulado por impedimento e criando outra chance, desperdiçada por Richarlison. No entanto, a partir de então, a Argentina conseguiu se defender de maneira sólida, amarrou a partida e garantiu a vitória.

Este foi o 15º título de Copa América conquistado pela Argentina, que igualou o Uruguai como o país com mais conquistas do torneio. Foi também o primeiro troféu que Lionel Messi levantou pela sua seleção.

O jogo – Os primeiros minutos no Maracanã foram de muita disputa física, erros de passe e tensão, com os times encontrando dificuldade para criar. A primeira finalização foi do Brasil, com Richarlison. Neymar recebeu lançamento e ajeitou para o atacante, que bateu, viu a bola desviar e parar em Martínez.

No entanto, foi a Argentina que marcou. Aos 21 minutos, De Paul fez belo lançamento para Di Maria. Renan Lodi não conseguiu cortar a bola, e o jogador do PSG encobriu Ederson para abrir o placar. Na sequência, Messi arrancou do meio-campo, passou pela marcação e finalizou à direita do gol.

Segundo tempo

Aos sete minutos da etapa final, Richarlison chegou a balançar as redes, porém estava impedido no início da jogada. Na sequência, o atacante voltou a ter uma oportunidade, recebendo passe de Neymar. O camisa 7 encheu o pé e parou em defesa de Martínez.

Neymar seguiu driblando e comandando as ações ofensivas, sendo parado com faltas. O camisa 10 encontrou Paquetá dentro da área, mas o meio-campista isolou a bola. Depois, Vinicius Jr partiu para a jogada individual, serviu Gabigol, e o atacante do Flamengo chutou para fora, com desvio.

Gabigol teve nova chance, dessa vez pegando rebote dentro da área e exigindo defesa de Martínez. Na reta final da partida, a Seleção Brasileira passou a apostar em cruzamentos, que foram neutralizados pela defesa argentina. De Paul quase marcou o segundo dos argentinos, ficando na cara de Ederson e desperdiçando. Após o apito final, os visitantes voltaram a conquistar um título depois de 28 anos.

*Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp