Prefeitura detalha retomada das aulas no sistema híbrido a partir de 19 de julho

A retomada das aulas, no sistema híbrido, para os alunos da Rede Municipal de Ensino (Reme) a partir do dia 19 de julho foi detalhada pela secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, na manhã desta segunda-feira (24), durante a audiência pública “Volta às aulas presenciais”, realizada pela Comissão Permanente de Educação e Desporto da Câmara Municipal de Campo Grande.

“Vamos fazer o retorno com aulas presenciais e remotas, de maneira organizada e com segurança para nossos alunos, seus familiares e os profissionais. Nossas crianças precisam voltar para a escola. A princípio, vamos dividir as turmas e 50% dos alunos vão estar na escola e a outra metade em casa, fazendo um rodízio semanal. Vamos voltar primeiro com o Ensino Fundamental II, que são os alunos do 6° ao 9° ano. Na semana seguinte serão os alunos dos anos iniciais, 1° ao 5° ano, e por último a educação infantil”, explicou.

As aulas presenciais da Reme estão suspensas até o dia 1° de julho, conforme Decreto n. 14.613, publicado no Diogrande de 4 de fevereiro deste ano, mas o ensino para os estudantes da educação infantil, do ensino fundamental e da educação de jovens e adultos teve continuidade de forma remota. A previsão é de retorno híbrido das aulas no dia 19 de julho, após o período de recesso escolar, que deve ocorrer entre 2 e 16 de julho.

Para garantir o retorno de forma segura, no segundo semestre de 2021, todas as 202 unidades de ensino da Reme de Campo Grande devem elaborar um plano de retorno das aulas presenciais. Os critérios desse plano foram definidos e publicados no Diogrande n. 6.160, de 23 de dezembro de 2020, para a organização pedagógica, socioemocional e ainda para atender o protocolo de biossegurança a ser adotado pelas unidades escolares.

Além das questões técnicas e pedagógicas, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) também já organizou e distribuiu todos os materiais de biossegurança para as escolas, garantindo assim proteção à toda comunidade escolar no retorno híbrido.

Também participaram da audiência pública que ocorreu hoje a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) Veruska Ladho, a presidente do Conselho Municipal de Educação e superintendente de Gestão e Normas da Semed Alelis de Oliveira Gomes, o superintendente de Gestão das Políticas Educacionais Waldir Leonel, além de representantes da Defensoria Pública, Ministério Público e de outras entidades ligadas à educação pública em Campo Grande.

Esta foi a terceira vez que a secretária Elza Fernandes esteve na Câmara este ano para falar das aulas remotas e do sistema híbrido. Em reunião com os vereadores no dia 9 de fevereiro, as ações desenvolvidas pela Semed durante o período de suspensão das aulas presenciais da Reme, por conta da pandemia da Covid-19, e o plano de retorno de forma híbrida (com aulas presenciais e remotas) foram apresentadas. No dia 12 de maio a titular da Semed participou de live da Comissão de Saúde da Câmara, na qual anunciou a retomada das aulas em regime híbrido para o dia 19 de julho.

fonte: CG Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp