Semaforização inteligente tornará o corredor da Rui Barbosa mais ágil e seguro para pedestres e motoristas

Um dos objetivos do programa Reviva é transformar Campo Grande em uma cidade mais inteligente e moderna, proporcionando eficiência, agilidade e qualidade de vida para todos. Pensando nisso, a Agência Municipal de Trânsito (Agetran) está projetando a semaforização inteligente que vai contemplar o maior e mais movimentado corredor de mobilidade urbana da cidade, o da Rua Rui Barbosa.

Um sistema de semaforização mais tecnológico que o atual permitirá que diversas mudanças sejam feitas para entregar um serviço de qualidade para quem depende da via para se locomover, garantindo segurança e agilidade para pedestres e motoristas. Para que o sistema de integração dos semáforos da Rui Barbosa funcione ordenadamente, será instalado um controlador e um sistema de comunicação que liga os equipamentos à uma central de controle por meio de cabos de fibra óptica ou dados móveis 4G.

Na central de controle será feito o monitoramento em tempo real do sistema, permitindo interferências e a coordenação dos tempos semafóricos de forma remota. Com os tempos de espera, por exemplo, a redução de velocidade e de seguir em frente poderão ser alterados conforme o fluxo de veículos e pessoas, adequando o movimento do trânsito ao da cidade.

De acordo com Fernando Caetano, gerente de sinalização do sistema semafórico, implantar a semaforização inteligente na Rui Barbosa é o primeiro passo rumo à total integração da cidade. “Estamos projetando o sistema integrando primeiro na Rui Barbosa, mas o projeto é interligar toda a cidade através do sistema semafórico. Podemos coordenar os tempos do semáforo com a Polícia ou Bombeiros, por exemplo, como já acontece nas grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, proporcionando mais segurança e qualidade de vida”.

Outro ponto importante e impulsionador da modernização semafórica na Rui Barbosa é o transporte público, tendo em vista que na via passam diversas linhas de ônibus que ligam os bairros ao centro da cidade. Dessa forma, será possível ajustar o tempo semafórico de acordo com a demanda, sendo que no horário de pico esse tipo de sinalização é essencial para o ordenamento do trânsito.

Tendo em vista que na região central existem vários comércios e, consequentemente, muito trânsito de pedestres, este sistema semafórico também vai contemplar a travessia segura a todos eles.

Ainda de acordo com Caetano, a semaforização atual tem mais de 20 anos de vida útil e, com a instalação de um sistema mais novo, o trânsito se tornará mais seguro.

Reviva Campo Grande

Além da semaforização inteligente, o projeto do Corredor da Rui Barbosa prevê estações de embarque, wi fi gratuito, câmeras de videomonitoramento, padronização de calçadas, acessibilidade universal, iluminação em LED, paisagismo, recapeamento, drenagem e mobiliário urbano.

*CG Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp