Unidade Técnica vai capacitar pequenos produtores para cultivo e comercialização de produtos

O aniversário de Campo Grande também foi motivo de comemoração para agricultura familiar na Capital, com a inauguração da Unidade Técnica de Agricultura Urbano do Bairro Vilas Boas. O local tem uma infraestrutura planejada para atender o pequeno produtor, com espaço adequado para capacitação voltada à produção e comercialização.

“É uma profissão bíblica e é uma das mais antigas, e é através do suor da pele e da força que este trabalho alimenta outras pessoas. Este espaço era praticamente deserto e hoje tudo que foi mostrado aqui que virá com a revitalização, entre capacitações, compostagem e horta, vai auxiliar na formação de vocês, além de gerar renda e emprego a muitas outras pessoas”, comentou Marquinhos Trad.

A unidade técnica tem uma área de 360 metros, com 15 culturas que servirão de piloto para treinamento dos produtores. A Prefeitura pretende instalar uma cooperativa de agricultura familiar para melhorar a renda de pequenos produtores. O espaço também será utilizado para doações feitas pelo Fundo de Apoio à Comunidade, com uma central de classificação, onde o alimento será separado, higienizado, embalado e entregue a comunidades mais vulneráveis.

“Começamos um estudo que hoje se concretiza com a unidade técnica de agricultura urbana, que vai capacitar pessoas, oferecer cursos de manipulação de alimentos e técnicas de cultivo. Eu acredito que possam surgir novos negócios, cooperativas. Teremos mais famílias alimentadas e capacitadas. Hoje, o FAC tem parceria com o CEASA, com os agricultores urbanos, entre outros, que fazem doação de alimentos para que nós possamos alimentar pessoas que não tem condições, e essa é uma das grandiosidades deste espaço”, explicou a presidente do comitê gestor do Fundo de Apoio à Comunidade (FAC) e primeira-dama de Campo Grande, Tatiana Trad.

Horta Social e Plano de Agricultura Urbana

Na ocasião também foi inaugurada mais uma Horta Urbana, destinada a atender pessoas em situação de risco ou vulnerabilidade social, que não tenham fins econômicos, com o apoio técnico da SIDAGRO. O  prefeito Marquinhos Trad também assinou o Decreto de regulamentação da Lei nº 6.514, de 22 de outubro de 2020, de implementação do Plano Municipal de Agricultura Urbana

O Plano será realizado sob a gestão da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (SIDAGRO), abrangendo o Programa Hortas Urbanas e o Programa Agricultura Agroecológica. Para Rodrigo Terra, secretário da Sidagro, o Plano poderá resgatar a cultura rural no espaço urbano, aproveitando a experiência agrícola dos moradores locais.

“Desta forma, a Prefeitura poderá ampliar a segurança alimentar por meio do estímulo à produção e consumo de hortaliças, legumes e frutas, com manejo de solo por sistema agroecológico, garantindo o direito à alimentação saudável, além de formar e capacitar os produtores gerando emprego e renda”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp