Com frieza, assassino conta como atraiu e matou a namorada na pedreira

Foi localizado, preso e trazido para Dourados durante a manhã desta quarta-feira (16), Luciano Pedraza de Oliveira, 25, assassino confesso de Larissa Silva da Cruz, 18.

Na 1ª Delegacia de Polícia Civil, Luciano conversou tranquilamente com a imprensa e deu detalhes sobre crime de feminicídio ocorrido na madrugada entre segunda (14) e terça-feira (15).

Ele alega que havia descoberto supostas traições de Larissa. Este seria o motivo da raiva que desencadeou as 26 facadas que acertaram o tórax e o pescoço da vítima.

Momentos antes de dizer que estaria arrependido, Luciano mostrou frieza ao narrar como atraiu a namorada até o local onde, de forma premeditada, cometeria o assassinato.

“Eu falei, Larissa, vou te levar embora para casa da sua mãe. Mas eu não ia levar ela embora, eu já estava com o intuito de levar ela na pedreira e matar. Eu já tinha certeza do que ia fazer, pois estava com muito ódio no coração”.

Luciano conta pegou a faca escondido da jovem e que tomou cuidado para manter o diálogo pacificamente, com o objetivo de não levantar suspeitas.

Larissa percebeu a intenção do namorado já nas proximidades da estrada de terra entre o lago da pedreira e a MS-379, onde foi encontrada sem vida no final da manhã de terça-feira (15).

“Ela perguntou ‘onde que você está me levando?’. Foi quando eu falei para ela: ‘eu vou te matar’. […] O que ela fez foi tentar derrubar a gente, mas consegui entrar na estrada de terra e ela pulou da moto. Eu voltei, larguei a moto no chão e corri atrás dela e quando ela caiu eu já dei um chute na cabeça e pulei em cima”, detalhou.

O acusado disse que a vítima pediu para “morrer sozinha”, antes dele desferir um último golpe de faca. “Eu não aguentei aquela situação e dei mais uma porque não queria ver ela sofrendo”.

Algumas horas depois, antes de tentar fugir para São Paulo, ele alega que ainda voltou ao local para procurar um óculos.

Luciano foi localizado após ação conjunta entre policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Dourados e unidades policiais do município de Bataguassu. Ele estava em um ônibus intermunicipal tentando deixar Mato Grosso do Sul, rumo ao Estado de São Paulo.

A Polícia Civil de Bataguassu efetuou a prisão e encaminhou o acusado de volta a Dourados, sendo apresento na delegacia por volta do meio dia desta quarta-feira.

Fonte: Dourados News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp