Executados na fronteira com mais de 100 tiros de fuzil, tinham 26 e 27 anos

A Polícia identificou como Daiane Dias Constanci, de 27 anos e Wellington Bruno Alves, de 26 anos, o casal fuzilado na madrugada de hoje na linha internacional Brasil/Paraguai, em Ponta Porã. A dupla execução ocorreu por volta de 1h no lado brasileiro quando as vítimas estavam saindo de um cassino de Pedro Juan Caballero. Os dois estava no veículo Hyndai/ HB20 prata com placas do Mercosul OON-8F11, que seria de Daiane e dirigido por Wellington. Pistoleiros usaram fuzil e pistola 9 milímetros na execução do casal, sendo que mais de 100 tiros teriam sido disparados na direção das vítimas que morreram dentro do carro. No interior do veículo teriam sido encontrados R$ 10 mil em dinheiro. O caso foi registrado pela Polícia Civil de Ponta Porã que fez levantamentos juntamente com a Polícia Nacional do Paraguai. Como na maioria dos crimes na fronteira, não há pistas dos pistoleiros e a motivação do crime ainda é desconhecida.
FONTE: PONTA PORÃ NEWS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp