PF faz ação para combater fraudes ao Auxílio Emergencial e cumpre seis mandados em Campo Grande

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (10) a Operação Segunda Parcela, a qual é considerada a maior ação no combate às fraudes ao Auxílio Emergencial. Além de Mato Grosso do Sul, os agentes também cumprem mandados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Espírito Santo, Bahia, Santa Catarina, Tocantins, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Maranhão e Piauí.

Na capital sul-mato-grossense, estão sendo cumpridos 6 mandados de busca e apreensão, com a participação de 25 agentes da PF.

Conforme a investigação, trata-se de uma “atuação efetiva e integrada para preservar o instituto que teve mais de 60 milhões de beneficiados em razão da crise de saúde pública ocorrida em 2020”. São 42 mandados de busca e apreensão e 7 mandados de prisão, além de 13 mandados de sequestro de bens e o bloqueio de até R$ 650 mil em diversas contas que receberam benefícios fraudados.

Além da PF, participam também o Ministério Público Federal (MPF) o Ministério da Cidadania (MCid), a Caixa Econômica Federal, a Receita Federal (RF), a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU).

Desde o início, as investigações apontam que os pagamentos indevidos e as tentativas de cadastramento irregulares são processados dentro de ferramentas estabelecidas pela PF, buscando identificar a atuação de organizações criminosas e conjuntos de fraudes com denominadores comuns.

Como prevenção, a ação ainda detectou e bloqueou/cancelou o cadastramento de 3.823.841pedidos irregulares, impedindo o desvio de, no mínimo, dois bilhões e trezentos milhões de reais, se considerando apenas o pagamento de uma parcela de R$ 600.

Fonte: G1 MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp