João Doria confirma que é pré-candidato à presidência da República

O governador de São Paulo, João Doria, confirmou à CBN que vai disputar as prévias do partido, com a intenção de ser o candidato tucano à presidência da República no ano que vem. Ele disse que quer ‘trabalhar para vencer’.

Em entrevista à CBN, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que Doria pode ter mais chance entre os tucanos, já que se encaixa na equação de quem tem um governo nas mãos e um nome de projeção nacional.

FHC acrescentou: ‘não são os partidos que escolhem um candidato, é o candidato que se afirma junto da população. Quem tiver apoio do povo, é muito difícil que o partido não escolha como candidato’.

A executiva nacional do PSDB oficializou as regras para as prévias que vão escolher o candidato do partido à Presidência da República nesta terça-feira.

Com isso, o partido confirma que terá um candidato à presidência.

O modelo já havia sido escolhido pela comissão de prévias do partido. Os membros da executiva nacional e filiados com mandatos somam 75% do peso de votos, contra 25% dos sem mandato.

O formato contraria os planos do governador João Doria, que queria um peso maior para os filiados, independentemente de terem mandato. Isso porque o número de filiados é maior no estado de São Paulo.

Mas os aliados do governador não acreditam que isso vá prejudicá-lo. Pelos cálculos, Doria teria apoio de 23% dos filiados e 35% dos prefeitos do partido.

O modelo também contraria planos do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite e a ala ligada a Aécio Neves, que queria que os dirigentes do partido tivessem um peso maior.

O presidente estadual do PSDB em São Paulo, Marco Vinholi, afirma que o modelo dá chances iguais para todos os candidatos.

A disputa das prévias nacionais no PSDB tem 4 pré-candidatos: João Doria; Eduardo Leite; o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio e o senador Tasso Jereissati.

É a primeira vez que os tucanos realizam prévias para um candidato à presidência.

Com o PSDB confirmado no jogo político para 2022, o atual desenho das próximas eleições tem pelo menos 4 candidaturas. Além dos tucanos, o ex-presidente Lula deve ser confirmado candidato pelo PT, Ciro Gomes pelo PDT e o presidente Jair Bolsonaro deve se lançar à reeleição pelo Patriota.

Outros dois nomes cotados para a disputa já desistiram publicamente, como João Amoêdo, do partido Novo e o apresentador Luciano Huck.

POR VICTORIA ABEL (victoria.abel@cbn.com.br)

fonte: CBN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
WhatsApp